Cultura da Cooperação - Grupo ALVO - 7o. encontro

14 Ago 2015 18:30 - 15 Ago 2015 17h Clínica Jussara Monteiro

O ORGANIZADOR DESSE EVENTO FOI
organizacao

Grupo ALVO

uma iniciativa de empretecos de Sete Lagoas em dar o próximo passo. Somos um grupo multisetorial composto por 26 empresas participantes do comércio, da indústria e do setor de serviços em diversas fases de existência, variando de "Start-Up" até empresas consolidadas com mais de 40 anos de existência.. nossa MISSÃO: Consolidar e escalar os negócios de seus integrantes, por meio do intercâmbio de conhecimentos, experiências e com isso contribuir para o desenvolvimento local e regional, gerando mais renda e postos de trabalho. VISÃO Ser um grupo multisetorial reconhecido no fornecimento de produtos e serviços de excelência em Minas Gerais, até 2018. VALORES HONESTIDADE: Cumprir os combinados agindo com transparência. RESPEITO: Administrar as diferenças, sabendo ouvir com tolerância, se colocando no lugar do outro. SIMPLICIDADE: Ser descomplicado. HUMILDADE: Valorizar o potencial de cada participante, reconhecendo as limitações e fraquezas. TRABALHO: Forma de gerar valor, tendo como ALVO o sucesso, a prosperidade e realização. CONFIANÇA: Conviver para Conhecer; Conhecer para Confiar; Confiar para Construir JUNTOS e acreditar que vai dar certo. FAMÍLIA: Companheirismo; Constituição de vínculos; Estabilidade emocional.

Curso exclusivo para membros do Grupo ALVO.

O QUE É ?

Para estimular cooperação entre as micro e pequenas empresas nos setores e territórios, ajudando-as a trabalharem juntas, superarem conflitos e construírem consensos que viabilizem melhores resultados coletivos e individuais, o Sebrae desenvolveu o Programa Cultura da Cooperação.

Alertamos que trabalhar a cultura da cooperação não é um fim em si mesmo e um conhecimento isolado.

Cooperação é um tema “transversal” e “um meio” de que as pessoas dispõem para alcançarem determinado objetivo / resultado comum. O trabalho é, portanto, o de auxiliá-las a superarem as dificuldades inerentes que toda ação coletiva contém.

OBJETIVO: Facilitar/estimular o desenvolvimento de grupos de pessoas, para que elas ampliem sua capacidade de agir coletivamente, viabilizando objetivos comuns, baseados nos princípios da cooperação.


PALESTRA – COOPERAÇÃO: UMA NOVA ABORDAGEM REVOLUCIONANDO OS NEGÓCIOS

Tem o objetivo de sensibilizar e mobilizar comunidades e grupos setoriais para a cooperação como uma forma de fortalecimento sustentável do setor / território ou comunidade.

Conteúdos da Palestra ( 2 horas ):


· Conceito de cooperação enquanto estratégia de negócio.

· Entendimento e superação de conflitos.

· Estabelecimento de acordos para consecução de objetivos comuns.

· Comportamentos cooperativos.

APLICAÇÃO DA METODOLOGIA – CULTURA DA COOPERAÇÃO

O programa se desenvolve a partir da construção do espaço de convivência do grupo um espaço relacional de cooperação – que visa à integração e à intensificação do conhecimento interpessoal, estimula o processo de construção da confiança entre os participantes do grupo, tornando-o mais coeso, cooperativo e autônomo, com foco no desenvolvimento dos negócios, do setor ou do território.

Trata-se de um projeto de “metodologia aberta”, com alto nível de complexidade, que foca a criação de um espaço de convivência, onde as pessoas envolvidas em um processo de cooperação e parceria possam, por meio da mediação do consultor, superarem os conflitos que as impedem de consolidar relações de confiança, construir consensos e pactos de cooperação, garantindo a execução de ações coletivas.

A Cultura da Cooperação se divide em três Etapas distintas, dependendo do nível da capacidade cooperativa de cada grupo:

Etapa I – Formação,

Etapa II – Consolidação e

Etapa III – Emancipação. Em cada uma delas será dado um foco especial a determinado conteúdo, mas de forma geral se trabalha com:


· Visão de futuro individual e coletivo

· Desenho da rede de contatos: levantamento dos atores e as interrelações entre eles.

· Identificação e análise da qualidade e dos gargalos da rede

· Estruturação do grupo respeitando-se a fase em que este se encontra, mediação de conflitos existentes ou latentes, mediação de interesses, visando a obtenção de resultados coletivos

· Conhecimento da trajetória dos outros membros do grupo, seus méritos e dificuldades

Carga Horária dos encontros

O programa prevê a aplicação entre 72 e 152 horas com o grupo, distribuídas ao longo de um ano a um ano e meio, conforme a progressão do trabalho e a disponibilidade e especificidade do grupo, sendo exigido, no entanto, encontros de no mínimo 06 horas de duração. Em municípios distantes do domicílio do consultor, os encontros devem durar, no mínimo, 8 horas.





Após aplicação no grupo de um Autodiagnóstico da Capacidade Cooperativa do Grupo, faz-se uma análise e toma-se a decisão em qual das alternativas abaixo o grupo inicia o seu caminhar na Cultura da Cooperação
Comentários