HÁ VAGAS REMANESCENTES - MAIS INFORMAÇÕES NO LOCAL DO EVENTO

Ouvir rádio faz bem pra saúde? Parece que sim.


A oficina mostra como o rádio pode ajudar na reconstrução de identidade do idoso, buscando a sua re-significação social, profissional, familiar e pessoal. O objetivo é mostrar como o rádio pode ser uma ferramenta eficaz para desenvolver novos talentos após os 60 anos.

Facilitador

Ricardo Ibri foto perfil.jpg
Ricardo é músico formado em composição, orquestração e regência. Trabalhou com educação musical, em todos os níveis. Produziu peças musicais publicitárias e trilhas musicais para teatro. Escritor e roteirista desde o final dos anos 80, dedicou-se a recuperar a radio novela como mídia dramática, produzindo algumas obras para projetos específicos do terceiro setor (as ONGs Laramara, Ecos), do segundo setor (a multinacional inglesa Anglo American) e do primeiro setor (Ministério da Saúde). O Rádio como meio de comunicação mais antigo e mais moderno da era eletrônica é seu atual objeto de investigação e criação. Criou a Radio 60+, voltada para a população com mais de 60 anos, atendendo as demandas dessa população, oferecendo um espaço para as questões pertinentes a ela. - "O principal pilar que a sustenta a Radio 60+ é o Circuito Maior Idade e sua ação voltada para a resignificação do cidadão idoso, normalmente excluído socialmente. A radio 60+ dá voz a essa população e interage com as novas gerações, oferecendo um espaço de interatividade, entre outros ícones de sua programação e promovendo ações de inclusão e potencialização de talentos escondidos na idade da sabedoria".

Informações
  • Chegue 30 minutos antes do horário de início e leve um documento de identificação com nome e foto.
  • Ao se inscrever e participar desse evento você estará autorizando o uso da sua imagem e voz pelo Lab 60+.


LOCAL

Cinemateca Brasileira

Cinemateca Brasileira - Largo Senador Raul Cardoso - Vila Clementino, São Paulo - SP, Brasil
São Paulo, São Paulo

Comentários