ENGEP XIII

05 Out 2015 07:30 - 09 Out 2015 23:59 Granja dos Cavaleiros

Até o final da década de 1960, as principais fontes de riqueza da cidade de Macaé eram as lavouras de cana-de-açúcar, laranja, tomate, café, mandioca, banana, feijão, batata-doce, milho, arroz e abacaxi. A pecuária e a atividade pesqueira também foram bastante desenvolvidas e importantes para o município. No início da década de 1970, Macaé vive um novo momento econômico a partir da descoberta do petróleo na Bacia de Campos, plataforma continental brasileira. Esse fenômeno trouxe um grande impulso à economia local sendo foco de interesse da Petrobras que se instalou no município fazendo de Macaé uma das cidades que mais contribuem na geração de riquezas do Estado do Rio de Janeiro. Desta forma, Macaé se impulsiona internacionalmente e torna-se uma peça de fundamental importância para manter a economia de todo o Brasil, contribuindo também para o desenvolvimento de tecnologias aplicadas na cadeia petrolífera, especialmente no que tange à prospecção em águas profundas.

A cidade passou por um boom industrial no setor petrolífero, principalmente a partir da quebra do monopólio do petróleo no segmento E&P pela lei 9.478, de 6 de agosto de 1997. Esta expansão culminou no crescimento demográfico da cidade fazendo a população chegar a 217.951 mil habitantes, segundo os dados do IBGE 2012. O Produto Interno Bruto (PIB) per capita ultrapassa os R$ 50 mil. Nos últimos dez anos, Macaé cresceu economicamente 600% o que revela uma constante evolução da cidade. Apesar do nome “Bacia de Campos”, é em Macaé que se situam as instalações da Petrobras e as empresas do setor offshore, que até o ano de 2011, somavam 276 indústrias. Da bacia são extraídos 80% do petróleo brasileiro e 47% da produção de gás natural do país, motivo este que levou a mídia e especialistas a conferir à Macaé o título de “Capital Nacional do Petróleo”. Por conta de todo este cenário, 10% da população macaense é constituída de estrangeiros, que têm o privilégio de viver na cidade que recebe a cada dois anos a Feira Brasil Offshore, terceiro maior evento do setor no mundo, além de sediar o ENGEP (Encontro de Engenharia de Exploração e Produção de Petróleo), considerado o maior e mais conceituado evento do setor petrolífero voltado para a área acadêmica de todo o país.
LOCAL

Granja dos Cavaleiros

Av. Brennand - Granja dos Cavaleiros, Macaé - RJ 27930-480, Brasil
Macaé, Rio de Janeiro