I Encontro Pernambucano de Metais 2015

31 Ago 2015 23:59 Centro de Artes e Comunicação da UFPE


O Encontro Pernambucano de Metais (EPM) tem como objetivo reunir atividades pedagógicas e artísticas envolvendo os instrumentos trompete, trombone, trompa, eufônio/bombardino e tuba, que integram a família dos instrumentos de metais. O evento será realizado nos dias 9, 10 e 11 de setembro e oferecerá oficinas, palestras, recitais e concertos gratuitos no Centro de Artes e Comunicação, campus da UFPE-Recife para alunos e profissionais da música instrumental.
As oficinas e palestras serão ministradas por profissionais de destaque internacional, dentre eles estão os integrantes do Grupo Instrumental Brasil (PE), Sexteto Brassil (PB), Quinteto de Metais da UFBA (BA), professores convidados de Institutos Federais de Ensino Superior e outras regiões do Brasil como Rio de Janeiro, Natal (RN), São Paulo e Campinas. O EPM também tem como objetivo proporcionar um intercâmbio cultural entre as instituições acadêmicas, grupos de metais e profissionais da área musical.
Além das oficinas de instrumentos de metais, os inscritos também poderão usufruir na programação de duas oficinas de "Reparo e Manutenção de Instrumentos de Sopros" realizado pelo técnico oficial da Yamaha Brasil, empresa que também irá patrocinar a vinda de mais dois artistas, Marcelo Bambam (trombone) e Albert Kathar (tuba). Além da Yamaha, a empresa brasileira Weril irá patrocinar a vinda de um de seus artistas endorses, Wilson Dias (eufônio).
Ao todo, serão 20 professores, sendo 5 trompetes, 4 trompas, 5 trombones, 4 tubas e 2 eufônios, e mais 3 palestrantes, 1 oficineiro para reparo e manutenção de instrumentos e 1 trompetista de jazz convidado para ser solista da Big Band em um dos concertos. O Encontro Pernambucano de Metais abrirá espaço para exposição de equipamentos, bocais e instrumentos de metais de fabricantes da Weril e Yamaha.
Em sua 1a edição, o Encontro irá homenagear o maestro e compositor José Ursicino da Silva, conhecido como Maestro Duda que, em 2010, foi agraciado com o título de Patrimônio Vivo de Pernambuco. Duda escreveu obras para praticamente todas as formações dos instrumentos de metais, sua contribuição para a classe de metais é, sem dúvida, motivo para comemorar.
Do erudito ao popular, o EPM agrega valor cultural à sociedade realizando concertos e recitais gratuitos para o público, com o objetivo de divulgar as diversas formações de música de câmara que os instrumentos de metais podem se inserir, como grupos de metais, banda sinfônica, orquestra de frevo, quinteto de metais, entre outros.

Para mais informações acesse a página
www.ufpe.br/musica

LOCAL

Centro de Artes e Comunicação da UFPE

Av. da Arquitetura s/n
Recife, Pernambuco

Comentários