Hackathon ECO.TIC 2016

18 Nov 2016 00h - 20 Nov 2016 00h Hospital Evangélico de Londrina

O ORGANIZADOR DESSE EVENTO FOI

SOBRE O EVENTO


O hackathon está no rol de ações do movimento Hacking Health, de origem canadense, que visa facilitar a vida de usuários e profissionais da saúde. A proposta é desenvolver soluções práticas e aplicáveis, a partir do compartilhamento dos problemas de saúde com profissionais da tecnologia (desenvolvedores de aplicativos, programadores, profissionais da tecnologia em geral), para então tentar desenvolver as ideias que surgirem, com auxílio de ferramentas de computação, aplicativos e equipamentos tecnológicos.

Londrina é a terceira cidade no país a integrar a iniciativa, ao lado de Ribeirão Preto e Sorocaba, que também fazem parte. As problemáticas e desafios para a maratona foram levantados pelo Grupo SALUS (Saúde Londrina União Setorial), formado por empresas, entidades e hospitais com o objetivo de fortalecer Londrina como marca de excelência em saúde. De acordo com o presidente do grupo, Luiz Soares Koury, a expectativa é que sejam geradas soluções inovadoras e aplicáveis para a realidade de Londrina.

Os desafios priorizados para a maratona tem como objetivo melhorar o setor da saúde sob a ótica do paciente, ou seja, fazer com que o paciente perceba valor e seja o maior beneficiado com as soluções digitais que irão surgir. “É claro que tecnologias para diagnóstico, exames, equipamentos, de uma forma ou de outra, também resultam na melhora do atendimento para o paciente. Mas queremos que ele perceba diretamente o impacto das soluções geradas”, considera o presidente do SALUS, Luiz Koury.

Foram elencados três desafios dentro do tema: Como melhorar o setor de saúde sob a ótica do paciente? São eles:

1. Redução do tempo de espera para atendimento.

De acordo com um levantamento feito pelo grupo SALUS, a demora no atendimento é a principal reclamação de pacientes em todos os níveis. Como reduzir este tempo ou como fazer com que o paciente sinta-se mais confortável com a espera é um grande desafio.

2. Medicina da saúde (prevenção)

O paciente geralmente procura o atendimento com a doença já em estágio avançado ou com sintomas já evidentes. Tornar a prevenção um hábito das pessoas é desafiador na medicina.

3. Preenchimento inteligente de formulários e documentos

Tanto nos consultórios particulares como em clínicas, hospitais e outras unidades de atendimento, o preenchimento de documentos pode tornar ainda mais demorado o tempo de espera do paciente. Trabalhar este preenchimento de forma mais ágil e até mesmo integrada, pode agilizar os processos e o atendimento aos pacientes.


INSCRIÇÕES

Podem participar do hackathon profissionais, empreendedores e estudantes de áreas como saúde, negócios, design, programação e desenvolvimento. São 50 vagas e recomenda-se a formação de equipes multidisplinares, que devem ter no máximo cinco pessoas. O objetivo é o desenvolvimento de soluções digitais para a área da saúde, que atendam preferencialmente aos desafios propostos. As inscrições podem ser feitas no site www.ecoti.net/hackathon.

PRÊMIOS

As três melhores soluções desenvolvidas receberão prêmios nos valores de R$ 5 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil, respectivamente, além de premiações complementares para levar a ideia a diante, como consultoria em negócios pelo SEBRAE/PR, incubação, horas em coworkings, entre outras premiações.


Comentários