Oficina MitoMãe: experiências de vida para a criação em dança

19 Set 2015 13h - 20 Set 2015 18h Centro de Capoeira São Salomão

MM A3-01.png

SOBRE A OFICINA

A idealização de MitoMãe tem como referências fundamentais os livros "O herói de mil faces", de Joseph Campbell e "O feminino e o sagrado: mulheres na jornada do herói", de Beatriz Del Picchia e Cristina Balieiro, através do fio condutor que “liga” o trabalho à esses autores: o fio da jornada heroica que o ser humano é capaz de traçar aliada aos procedimentos mitológicos presentes na subjetividade do indivíduo. A trança pedagógica para a oficina se baseia em três das onze etapas do modelo mitológico de Campbell. São elas: Chamado à aventura (etapa de apelo, convocação para o rompimento com o conhecido, com o cotidiano. Crise); Travessia do primeiro limiar (busca ativa de respostas ou soluções para a ruptura que ocorreu devido ao chamado; primeiro momento de ação após aceitação do chamado); Bliss (encontro do “tesouro de cada um”, aquilo que traz sentido e significado à vida). O desfecho do processo dessas três etapas dar-se-á por meio do “Colo”, que é um ritual realizado pelas parteiras tradicionais da ONG Cais do Parto – Olinda-PE em homenagem as gestantes que estão prestes a parir, uma maneira de despedir-se da gestação. A intenção do “Colo” é para que os participantes sintam-se acolhidos e fortalecidos, em maior sintonia com seu ser.
Trabalhar-se-á com o caminho metafórico do herói, por acreditar que o mito é um modelo arquetípico que pode conter sentido e significado na vida de pessoas reais e contemporâneas. As três etapas citadas acima, não foram escolhidas aleatoriamente, mas por compreender que especificamente estas ocorrem para todas as pessoas, são inerentes a jornada. Trazendo esta metáfora-modelo para o universo da maternidade, fomenta-se a discussão e a reflexão no que diz respeito às questões culturais e particulares do Ser mulher e mãe na sociedade, com suas alegrias, medos, amores, fardos, angústias, dores, etc, tendo como base suas próprias experiências .
A proposta se justifica pela originalidade de como vem enfatizar essas histórias, por ouvi-las, dar voz ao grande silêncio que engoliu por tanto tempo a autonomia e ancestralidades do feminino, aqui guiados pelo Mito (Mãe). Se justifica também por evidenciar, através da investigação e da interface dessas jornadas, tradições, contradições e novas perspectivas sobre o mito-guia que gera, que cria, ampliando o sentido Mater para além do filho biológico, indo ao encontro dos projetos de vida do próprio indivíduo, assim como do seu poder de amor e gratidão para com o outro . Crê-se que com esta ação firmam-se relações essenciais de aprendizado e de troca de experiências entre ministrantes/participantes. A importância de MitoMãe não se esgota na temática, eclode, concomitantemente, nas ações promovidas na sua realização e na autenticidade de seu processo de criação.

SOBRE O COLETIVO CÊNICO TENDA VERMELHA
O Coletivo Cênico Tenda Vermelha é um coletivo de pesquisa em Dança contemporânea e Teatro, de Recife – Pernambuco, que tem como objetivo refletir sobre o espaço do feminino e do sagrado na sociedade atual. Surgiu a partir da inquietação artística de três mulheres que foram convidadas, no mesmo tempo/espaço, a seguirem o fluxo de uma das jornadas mais intensas da heroína, o ‘chamado para a maternidade’. O Coletivo Cênico Tenda Vermelha é composto pelas artistas, mulheres e mães: Ana Luiza Bione, Janaina Gomes e Íris Campos.

OUTROS TRABALHOS REALIZADOS

Cara da Mãe:



O espetáculo Cara da Mãe é uma ação coletiva que dá voz à inquietação tanto artística quanto pessoal das bailarinas Janaina Gomes, Ana Luiza Bione e Íris Campos, três jovens mães-artistas, provenientes do curso de Artes Cênicas da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, que motivadas por Janaina, prestes a parir, tiveram a ideia de condensar as inquietações e indagações de mães diversas numa experiência poética em dança, partindo de uma camada eminentemente singular, o que fomentou a criação do Coletivo Cênico Tenda Vermelha.

Em janeiro de 2015, o espetáculo Cara da Mãe estreou durante o Festival Internacional de Artes Cênicas – Janeiro de Grandes Espetáculos, por meio do aporte financeiro de montagem o Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2013 (Ministério da Cultura / Governo Federal), na categoria Novos Talentos. Ao todo, o espetáculo realizou 08 (oito) apresentações, divididas entre teatro convencional e ninhos da pesquisa base.


Encontro de Mães Heroínas – diálogos de jornadas maternas:


O Encontro de Mães Heroínas surgiu assim que o Coletivo Cênico Tenda Vermelha iniciou seus estudos em mitologia e sagrado feminino. A necessidade de escutar histórias a partir do percurso descrito por Joseph Campbell, do herói e sua jornada, fez com que, a partir de Janeiro a dezembro de 2013 o grupo realizasse do primeiro ao quinto Encontro de Mães Heroínas-diálogos de jornadas maternas. Convidamos mulheres mães para relatar sua jornada tecendo um dialogo com nossos estudos e entrecruzando nossas histórias e memórias.


SOBRE AS FACILITADORAS:
ANA LUIZA BIONE

É graduada em Licenciatura em Educação Artística Artes Cênicas, pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Uma das fundadoras do Coletivo Cênico Tenda Vermelha, atua com ensino de Teatro e Dança Popular em algumas escolas no Recife/PE. É a idealizadora da Oficina MitoMãe e da performance Intertronco, também do Tenda Vermelha. Ministrou diversas oficinas de jogos teatrais e linguagem corporal em diversas instituições em Pernambuco. Foi bailarina do Grupo Griô e integrou o grupo de pesquisa "O Corpo em Festa".

ÍRIS CAMPOS

É graduada em Licenciatura em Educação Artística Artes Cênicas, pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Uma das fundadoras do Coletivo Cênico Tenda Vermelha, atualmente ministra aulas de Dança no SESC/PE e já passou por algumas escolas do Recife com o ensino da dança popular e de expressão corporal. Foi bailarina do Grupo de Dança Orula Kauô, do Grupo Galante e do Grupo Grial, todos de Pernambuco. É atriz da Trupe Ensaia Aqui e Acolá e bailarina do Tenda Vermelha.

JANAÍNA GOMES

Janaina Gomes é pós-graduanda em Dança Educacional pela CENSUPEG e Mestranda em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Graduada em Licenciatura em Educação Artística Artes Cênicas, pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), atuou como atriz em trabalhos dirigidos por Marcondes Lima, Odilia Nunes, Carlos Carvalho, entre outros. Ex-integrante da Compassos Cia de Danças, participou de espetáculos dirigidos por Raimundo Branco e Saulo Uchôa, Ivaldo Mendonça e Giordani Gorki "Kiran". Foi professora de dança do SESC Piedade. É fundadora do Coletivo Cênico Tenda Vermelha e do projeto Aulas de dança em domicílio para crianças, idosos, jovens e adultos.


SERVIÇO

OFICINA MITOMÃE: Experiências de vida para a criação em dança
DIAS 19 e 20 de setembro | CARGA-HORÁRIA: 12H
Sábado das 13 às 17h |
Domingo das 9h às 13h e das 14h às 18h
LOCAL: Centro de Capoeira São Salomão
(Rua Amaro Gomes Poroca, nº 267 - Várzea)
INVESTIMENTO: R$80
CONTATO: (81) 99939-9500 / 99956-6737
facebook.com/coletivotendavermelha
coletivocenicotendavermelha@hotmail.com



LOCAL

Centro de Capoeira São Salomão

Rua Amaro Gomes Poroca - Várzea, Recife - PE, Brasil
Recife, Pernambuco

Comentários