Oficina de Ativismo Digital

05 Ago 2015 19h Impact Hub Recife

O ORGANIZADOR DESSE EVENTO FOI
organizacao

Impact Hub Recife

Espaços de Trabalho, Comunidade e Conteúdos que Inspiram, Conectam e Empoderam pessoas a empreenderem suas vidas.

Carga horária: 12h
Quando: 5, 12, 19 e 26 de Agosto

Horários: das 19h as 22h
Local: Impact Hub Recife

Um olhar sobre ativismo digital: Mídia Tática

Essa oficina se propõe a ser um guia introdutório sobre uma prática cultural com mídias que se caracteriza por dois fatores principais: ser uma real prática política interdisciplinar e poder ser realizada por qualquer sujeito, com qual qualquer formação (especialização não determina a ação).

A base da oficina é alimentada pela tradição da Mídia Tática e são identificadas as raízes de seu conjunto de possibilidades nas vanguardas modernas (e os problemas decorrentes disso); na ética hacker, nas influências trazidas pelas mobilizações informacionais dos anos 1960 e 1070, no movimento Do It Yourself, e, mais recentemente, pelas organizações em rede e de ocupação urbana. Também se pretende debater formas de comunicação colaborativa e em rede, a subversão da mídia tradicional, o desenvolvimento de redes livres de compartilhamento que dão suporte a tais ações.

Dadas as características das Mídia Tática, os casos apresentados e problematizados devem ser tomados mais como possibilidades do que como modelos.

Programa

Módulo 1// Contexto

Discutir o pano de fundo formado pelo processo de reestruturação do capitalismo que vem sendo observado desde a década de 1970 e as respectivas alterações no estatuto das categorias de Valor, Capital e Trabalho. O Imaterial como fonte produção e do capital. Os dissidentes do Capital. As razões renvação dos processos de vigilância, controle, monitoramento, perda de privacidade, a ação das agência de segurança nacional, guerra ao terror e Big Data.

Módulo 2// As dissidências do Capital I. A Ética Hacker – o que é e o que não é. Desobediência civil eletrônica – motivações, características, virtuosidade.

Módulo 3// As dissidências do Capital II. Alternativas às tecnopolíticas de controle e vigilância. Espectro livre. Tecnologias livres – softwares de fonte aberta, softwares livres, criptografia. Mídia livre – tvs e rádios livres em rede (rizoma de rádios livres). contra-vigilância: criptografia, hacktivismo, tecnopolíticas, robótica contestacional (para pertubações de baixo nível), mídias locativas – para que pe e para que serve.

Módulo 4// Segurança para os dissidentes do Capital. MÃO NA MASSA Criptografia – conceito e razões para usar. Email seguro. Sistemas operacionais robustos. Navegação segura – você vai querer uma para você.


CERTIFICADO

O workshop fornece o Certificado de Participação com amparo na Lei nº 9.394. O certificado é válido em todo o Brasil e pode ser utilizado horas em atividades extra-curriculares exigidas por faculdades, contar como atividades em concursos públicos ou simplesmente constar em seu currículo. O certificado de conclusão só será entregue ao aluno que cumprir 70% da carga horária do workshop.

Facilitador:

Luiz Carlos Pinto é jornalista formado, com mestrado e doutorado em Sociologia. Pesquisa formas periféricas de apropriação tecnológica e suas possíveis contribuições a movimentos sociais emancipadores na periferia do capitalismo tardio. Também se interessa pelas discussões atuais em torno do estatuto da propriedade intelectual, segurança em rede, privacidade e cidadania.


LOCAL

Impact Hub Recife

Rua do Bom Jesus, 180 - Recife, PE, Brasil
Recife, Pernambuco

Comentários