PlusPlus! SP de outubro: Gênero

28 Out 2016 08:30 - 28 Out 2016 10h Idea!Zarvos

O PlusPlus! é uma comunidade com pequenos encontros mensais que abordam conteúdos inovadores e criativos, realizada por O Panda Criativo. Uma vez por mês, um tema relevante é apresentado por um protagonista no assunto e discutido de maneira intimista com os participantes, depois de todos dividirem um bom café da manhã, antes de seguir para a rotina do dia.

Em outubro vamos abordar um tema muito discutido ultimamente: gênero. Quem nasce menino tem que seguir o comportamento masculino social? Quem nasce menina precisa usar saia, ser feminina e ter filhos? Por que falamos no masculino quando nos dirigimos a um grupo de pessoas com homens e mulheres? Quais são os limites para quem quer transitar entre um gênero e outro, um sexo e outro? Eles realmente existem? Quem vai discutir todas essas questões conosco são @s artistas Rico Dalasam e Mc Linn da Quebrada, que através de seus trabalhos e atitudes pessoais estão ressignificando todo o discurso que crescemos acostumados a ouvir. Faça sua inscrição, o encontro é gratuito e as vagas são limitadas!

Mc Linn da Quebrada é bicha, trans, preta e periférica. Nem ator, nem atriz, atroz. Bailarinx, performer e terrorista de gênero. Essas são algumas das referências da MC Linn da Quebrada que, agora, também usa a música – especificamente o gênero funk – como uma ferramenta de transformação social e uma poderosa arma na luta pela quebra dos paradigmas sexuais. Munida de letras políticas, poderosas e dançantes, o show da cantora MC Linn é uma mistura de protesto, artes visuais e muita dança. Antes de entrar de cabeça no mundo da música, a artista participou de diversas performances e coletivos. Também colaborou com a formação da ONG ATRAVESSA (Associação de Travestis de Santo André) e realizou a oficina “(Des) construindo corpos e gêneros” no Sesc Interlagos e no Sesc Bauru, entre diversas outras atividades.

Rico Dalasam é rapper e desafia a noção de normalidade na música e nas questões de gênero, inaugurando a cena queer rap do Brasil. Hoje, aos 27 anos de idade, após já ter trabalhado como cabeleireiro e editor de moda, é considerado um dos maiores expoentes da música nacional contemporânea. Lançou, em 2015, seu primeiro trabalho, o EP Modo Diverso, reunindo 6 músicas autorais que narram suas experiências de vida enquanto jovem, negro e gay, morador da periferia da Grande São Paulo. Em 2016, lançou seu primeiro "disco cheio", ORGUNGA, no qual celebra a soma de seus maiores orgulhos. Apesar de pouco tempo de carreira, Rico Dalasam tem sido destaque por todos os lugares onde apresenta seu show, no Brasil e no exterior.

PLUSPLUS! SP SOBRE GÊNERO
Onde: Rua Natingui, 442, Vila Madalena.
Quando: Sexta-feira, dia 28/10, das 8h30 às 10h.
Quanto: Gratuito e com café da manhã incluso. : )
Como: Inscreva-se aqui!
Comentários