Seminário Cidades Criativas - Sobral

05 Out 2015 09h - 05 Out 2015 18h Centro de Convenções de Sobral

O ORGANIZADOR DESSE EVENTO FOI
organizacao

Sebrae/CE - Escritório Regional Norte

Serviço Brasileiro de Apoio ás Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará, Escritório Regional Norte - Sobral/CE.

Seminário Cidades Criativas - Edição Sobral

Circuito SEBRAE de Economia Criativa & Cidades


Local: Centro de Convenções de Sobral/CE
Horário: 09h às 12h e 14h às 18h
Público-alvo: representantes de Universidades, ONGs, produtoras culturais, secretarias de cultura, turismo e desenvolvimento econômico, agentes culturais, gestores públicos da cultura e do turismo, diretores de associações, representantes de empresas juniores, incubadoras, representantes de ligas empreendedoras, pesquisadores acadêmicos vinculados ao tema, urbanistas e historiadores urbanos.


1. APRESENTAÇÃO
O Ceará, por seu perfil econômico, sua diversidade social, sua efervescência cultural, seu apelo turístico e o potencial de suas inovações tecnológicas, ocupa posição propícia para uma abordagem de cidades criativas dos mais diversos perfis, escalas e situações socioeconômicas, sobretudo se somada à lógica do empreendedorismo. Criar um ambiente favorável à concretização do potencial dos talentos criativos, revelando oportunidades de inovação social, urbana e econômica ainda inexploradas ou com capacidade de aprimoramento, direcionando políticas favoráveis à conversão de criatividade em inovação, requer a conscientização de agentes públicos e privados e o desenho de uma estratégia amplamente articulada com os empreendedores locais. De fato, ao desvendar as singularidades criativas passíveis de se converterem em estopins de ambientes urbanos empreendedores e sustentáveis, são geradas novas oportunidades de negócios, que servem de freio ao fluxo migratório que continua a atingir as cidades de menor porte e a tolher as pessoas de uma possibilidade fundamental para o bem-estar humano: a possibilidade de
decidir onde morar.

2. Objetivos da proposta
2.1 – Propor uma harmonização de olhares acerca do que significa a economia criativa, da teoria à prática.
2.2 - Promover o entendimento do que são cidades criativas, capacitando os gestores cearenses a melhor se preparar para um diálogo com instituições públicas e privadas.
2.3 – Provocar uma reflexão acerca de como essa abordagem pode contribuir para o desenvolvimento cultural, social e econômico de cada cidade e polo criativo.
2.4 – Fomentar a compreensão da importância do empreendedorismo no espaço urbano, como alavanca de desenvolvimento.
2.5 - Contribuir para o entendimento mais complexo e profundo dos desafios e potencialidades das cidades cearenses.
2.6 - Difundir a lógica de valorização do que a cidade oferece, em suas atitudes, ações e ativos, patentes ou latentes.
2.7 - Estimular a visão de que a cidade criativa se nutre do empreendedorismo individual e, de modo mais amplo, da inteligência cidadã coletiva.

3. Dinâmica das oficinas
Cada oficina será composta por duas atividades complementares. A depender do ritmo de cada oficina, estas poderão ser trabalhadas por período ou de modo mesclado, ao longo de toda a atividade.
3.1 - Palestra com Ana Carla Fonseca, com vistas a harmonizar o entendimento acerca dos conceitos de economia criativa, cidades criativas, polos criativos e a lógica do empreendedorismo nas cidades movidas pela criatividade.
3.2 - Atividade interativa com Ana Carla Fonseca e Alejandro Castañé, envolvendo os participantes em um exercício de decodificação dos conceito de economia criativa e cidades criativas em experiências práticas e inspiradoras, advindas dos mais diferentes contextos, Brasil adentro e mundo afora. A partir desse estímulo, os participantes serão incentivados a compartilhar experiências e práticas criativas, concretizadas ou em curso, advindas de seu próprio contexto.


4. Sobre os palestrantes
4.1. Ana Carla Fonseca

anacarla.png
Profissional de referência em economia criativa, cidades criativas, negócios e desenvolvimento, é Administradora Pública pela Fundação Getulio Vargas, onde se graduou aos 20 anos de idade; Economista, Mestre com distinção e louvor em Administração e Doutora em Urbanismo pela Universidade de São Paulo (primeira tese brasileira sobre Cidades Criativas); tem MBA pela Fundação Dom Cabral. É professora e coordenadora de cursos de pós-graduação em economia, cultura e cidades na Fundação Getulio Vargas/SP, na Universidade Candido Mendes/RJ e na Universidad Nacional de Córdoba (Argentina) e professora da Universidad Rey Juan Carlos (Espanha) e de centros de conhecimento, como a Casa do Saber e o CEMEC. Para empresas, liderou projetos regionais e globais de multinacionais por 15 anos, em marketing, inovação e gestão do conhecimento, com base na América Latina, em Londres e Milão. Desde 2003 é sócia-diretora da Garimpo de Soluções, empresa pioneira em economia criativa, cidades criativas, inteligência criativa e em negócios unindo cultura, criatividade e desenvolvimento. É consultora e conferencista em cinco línguas e 30 países: Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, China, Colômbia, Cuba, Dinamarca, Equador, Espanha, Estados Unidos, Estônia, França, Holanda, Índia, Inglaterra, Itália, Jamaica, Jordânia, Letônia, Marrocos, México, Peru, Portugal, Ruanda, Rússia, Suíça, Taiwan e Uruguai. Assessora para a ONU (PNUD, UNESCO e UNCTAD), foi consultora do relatório global Creative Economy Report 2008 e 2013, referência na área. Escreveu livros inovadores no cenário mundial, como Marketing Cultural e Financiamento da Cultura (Cengage, 2002), Economia da Cultura e Desenvolvimento Sustentável (Manole, 2006 - Prêmio Jabuti 2007 em Economia, Administração e Negócios) e Cidades Criativas - da Teoria à prática (SESI, 2012 - finalista do Prêmio Jabuti 2013 em Arquitetura e Urbanismo). Criou e co/editou livros digitais pioneiros, com textos de vários países, e.g. Economia Criativa como Estratégia de Desenvolvimento (2008, trilingue), Cidades Criativas - Perspectivas (2009, bilingue) e Cidades Criativas, Soluções Inventivas – o papel da Copa, das Olimpíadas e dos museus internacionais (2010). Desenhou dezenas de projetos de impacto para empresas, governos e instituições, em economia criativa e cidades, a exemplo de Criaticidades, uma plataforma para cidades criativas e de Sampa CriAtiva, voltado a estimular e reunir propostas para transformar a cidade. É curadora de congressos internacionais e Diretora de Conteúdo da ExpoGestão, o maior congresso de gestão empresarial do Sul do Brasil. É ainda membro da Associação Internacional de Economia da Cultura, do Corpo Mundial de Peritos em Políticas Públicas da UNESCO, dos Repensadores, do Conselho Editorial da Revista Página 22 e dos Conselhos Consultivos da Virada Sustentável, da Minha Sampa, do Instituto Árvores Vivas e da Creative Industries Development Agency (Inglaterra). Venceu o Prêmio Claudia 2013, na categoria Negócios e foi apontada em 2013 pelo jornal El País Américas uma das oito personalidades brasileiras que impressionam o mundo.

4.2. Alejandro Castañé
alejandro.jpg
Sócio-Diretor e consultor sênior da Garimpo de Soluções. Diretor-Geral de projetos de inteligência coletiva e inovações urbanas, a exemplo da plataforma Sampa CriAtiva, voltada a estimular a transformação da cidade a partir de seus cidadãos. Ex-Assessor Técnico de Difusão Cultural da Agência Córdoba Cultura e do Sistema de Informação Cultural da Argentina. Consultor de programas interinstitucionais pautados por inclusão sociocultural, envolvendo Educação, Desenvolvimento Social, Segurança, Turismo e autarquias de governos. Foi responsável pelo controle de gestão da Secretaria de Cultura e articulação com o Governo da Província de Córdoba, do Sistema de Gestão por Objetivos da Secretaria da Função Pública do Governo da Província de Córdoba. Foi Produtor-Executivo do Gran Ballet Argentino para festivais e turnês internacionais de folclore. Realizou estudos de viabilidade, impacto econômico e desenvolvimento para empreendimentos culturais e criativos, em distintas províncias argentinas. Foi responsável por relações institucionais de atividades internacionais, assessor em regulamentação jurídica, inovação e transformação social com base cultural, cooperação horizontal e internacional, posicionamento de produtos e serviços culturais de centros culturais e demais entidades culturais sem fins lucrativos. Atuou ainda como gestor perito independente em desenvolvimento, capacitação, oportunidades e cooperação da Polícia Turística da Província de Córdoba. Como gestor sociocultural, integrou processos de coleta, análise e sistematização de dados culturais latinoamericanos para o relatório Creative Economy Report 2013, editado pela Organização das Nações Unidas. É membro de redes culturais, atuantes em estratégia, desenvolvimento urbano, turismo e educação.

Mais informações:
(88) 3611.8300 (Zé Wellington)
LOCAL

Centro de Convenções de Sobral

Rua Visconde de Sabóia, 300 - Campo dos Velhos, Sobral - CE, Brasil
Sobral, Ceará

Comentários